quarta-feira, 1 de julho de 2015

Voltando...

Olá,

É incrível ver que quase quatro anos se passaram desde que escrevi aqui pela última vez. De lá até aqui muita coisa mudou, minha moto está desmontada, por isso nunca mais pude fazer outra viagem com duas rodas, mudei de cidade, e depois retornei pra terrinha, mudei de endereço, mudei de emprego... Mas continuo apaixonado por Metal, por estrada, por minha filha, minha família, continuo, e continuarei usando Linux!

Daí que vamos ao motivo do retorno. Eu escuto metal há quase 20 anos, nesse período já vi e ouvi muitas coisas, já vi pessoas dizendo que metal é uma fase que passa, ok, entendo, mas não pra mim. Pra mim, o Metal é parte tão intrínseca da minha vida, que se eu perder isso minha vida perde quase todo o sentido, amo muito esse estilo musical, adoro usar minhas velhas camisetas de banda, um jeans surrado, tênis velho e usar o cabelo grande e desgrenhado, isso sou eu. Tocar, cantar, estar em uma banda, faz eu me sentir um pouco mais vivo, e sem isso, não me sinto eu... Fico sem graça, irritado, viro um velho chato!

Por isso minha postagem de agora! Quero repassar a vocês algo que me ajudou a conhecer o metal e suas inúmeras vertentes. Uma iniciativa que ajudou centenas de brasileiros a conhecer e ouvir metal no final dos anos 90. Pois antes dependíamos das fitas K7 que os amigos repassavam ou mandavam pelo correio. Meus primeiros cds de metal foram parte dessa coletânea, a qual eu tive todos os discos, alguns ainda tenho, outros se perderam por criarem pontos negros ou perfurações neles (algo que chamo de câncer do CD) ou nas mãos de amigos que não devolveram.

Essa ótima coletânea chamada Planet Metal, que acompanhava uma revista com as notícias do mundo do metal, um pôster e um CD com cerca de 15 músicas dos mais diversos estilos de metal. Graças a essa revista conheci diversas grandes bandas do metal mundial e nacional, algumas já se acabaram, outras ainda continuam na ativa. Mas no geral são ótimas bandas que me ajudaram em bons e maus momentos, e que fizeram e ainda fazem parte da minha vida.

Então, aqui está o link pra uma pasta online com todos os discos da coleção, pra vocês baixarem e conhecerem estas ótimas bandas.

http://www.4shared.com/folder/03shBlfB/Planet_Metal.html

Baixem, ouçam, conheçam. Fiquem felizes!!! É METAL PORRA!!!!

O lado bom: Minha filha tá cada vez maior e mais linda!
O lado ruim: As contas ainda acumulam....

sábado, 16 de julho de 2011

O Metal Teresinense na Década de 90

Olá a todos!

Novamente, após um belo hiato de mais de um mês, venho fazer nova postagem em meu blog! 

Esta é uma pequena homenagem ao Dia Mundial do Rock, comemorado dia 13 de julho, e que infelizmente só hoje tive tempo para fazer.


Há alguns meses a ideia de colocar à disposição minha monografia de conclusão do Curso de História passava por minha cabeça, mas resolvi colocá-la de fato aqui depois reler meu trabalho. Admito que minha monografia é falha, que possui diversas lacunas que talvez hoje pudessem ser melhor preenchidas, no entanto, dada a ausência de trabalhos e material de pesquisa anterior a esse trabalho, minha monografia pode ser considerada uma pequena introdução ao Metal Noventista de Teresina. 

Afinal, hoje existem várias pesquisas sobre o Rock e Metal sendo realizadas, como o excelente trabalho realizado pelo professor Ernani José Brandão Júnior (Headbanger: A Produção Histórica de uma Subjetividade Extrema) publicada em 2007, onde (com muito orgulho!!) pude encontrar minha pequena monografia como parte da bibliografia utilizada.

De qualquer forma, espero que este trabalho agora possa atingir um público maior que aqueles poucos que até este momento tiveram a oportunidade de ler meu trabalho. E espero ainda que outros dêem continuidade à essa linha de pesquisa, pois a Cultura Underground não deve perecer jamais!

Leiam e comentem. Obrigado!


DOWNLOAD


O lado bom: O Metal nunca morre!!!!
O lado ruim: Tô com saudade da minha princesa... ela tá viajando....de novo!!

domingo, 22 de maio de 2011

O Governo que estamos pagando pra ter!

Olá novamente,

Ultimamente tenho pensado, "quem são os idiotas, nós ou o governo do estado?" O governador finge que é bom, que deu aumento salarial e os servidores públicos fingem que ficaram felizes. Claro que falo com a propriedade de servidor público do Estado do Piauí.

O governador anunciou um aumento salarial para os professores agora no começo do ano, mas qual foi esse aumento? Absolutamente porcaria nenhuma! O Estado é obrigado a pagar os valores mínimos de salário estipulados pelo Congresso Nacional, tá na Constituição Federal, o governador anunciou um 'aumento' para a categoria que de fato não existiu, pois o estado tem a obrigação de pagar, no mínimo, o piso nacional dos professores. Se o Estado do Piauí está pagando apenas o Piso Salarial Nacional, não houve, de fato, um aumento pra categoria, mas sim o cumprimento da lei. Ou seja, a greve dos professores foi inútil. Mas eu já esperava por isso, afinal a presidente do SINTE-PI é filiada ao partido do governador, o PSB, que um dia foi formado por idealistas do socialismo, mas que hoje, é composto, principalmente por oligarcas e latifundiários (vide o caso do Governador do Estado).

Depois veio a greve dos Policiais Civis, mas e o motivo da greve, qual foi?! Simples, ano passado foi, após uma greve, feito um acordo com o Governo, de que esse ano eles receberiam um aumento de 20 e poucos porcento, isso inclusive foi colocado na previsão orçamentária estadual, mas o Governador anunciou que não daria o aumento agora, mas sim 1/4 agora, 1/4 no fim do ano e o resto em outras 2 parcelas no ano que vem... mas e o acordo com o Governo feito no ano passado!?!? O "nosso bom governador" disse que esse acordo havia sido feito no governo anterior e que ele não poderia cumprir! Será que esse cara num sabe nadinha de direito público ou ou só se faz de burro pra tentar jogar o barro na parede!? Eu costumo dizer, pra exemplificar um pouco melhor, que quem é o Governador do Estado é a cadeira, isso mesmo aquele troço de 4 pernas que a gente senta nela, porque o cara que senta nela assina os papeis, mas a cadeira não muda, ou seja, não interessa quem senta nela, o acordo com o Governo tem que ser cumprido porque foi feito com a cadeira, com o cargo de Governador, não com o governador, o cara que senta na cadeira tem só que cumprir os acordos. Então, o cara tem que se rebolar pra cumprir os acordos do Governo, e não dizer que não vai cumprir porque o acordo foi feito no governo passado, governo esse no qual ele era, inicialmente, Vice e nos últimos meses foi o governador, portanto, ele era o governador passado. Percebeu aí a contradição do cara! Volto à pergunta, ele é burro mesmo, ou só pensa que a gente é idiota!?

E por último ele anuncia o grande aumento com a correção da inflacão! 7,1%!!!

E eu digo, grande merda de aumento! E sabe porque!? Porque hoje no Estado do Piauí, os servidores de nivel médio e fundamental, recebem o mesmo valor! UM SALÁRIO MÍNIMO!! É isso aí! Devidamente subtraídos de diversos descontos perfazendo um valor líquido na casa dos R$350,00 - R$400,00 por mês, e os servidores de nível superior pouco mais de um salário mínimo e meio, menos de R$900,00! Só pra constar, o mínimo nacional, R$ 545,00, que segundo o DIEESE e o nosso bolso, anda a Zilhões de quilômetros de conseguir sustentar decentemente uma pessoa, imagine, uma família básica de três pessoas. Ah! mas teve aumento... 7,1%, faça as contas, dá menos de 40 reais, isso depois de 2 anos sem aumento, sem contar os vários anos sem aumento desde a implantação, em 2004, da Lei Complementar 38/2004 (vulgo, Plano de Cargos e Salários do Estado do Piauí), onde o valor do salários dos servidores de Nivel Fundamental era de R$280,00, Nível Médio, R$ 480,00 e nível superior R$ 800,00. Façamos um paralelo:

Nivel Fundamental
No início - 280,00 - Hoje - 545,00

Nível Médio
No início - 480,00 - Hoje - 545,00

Nível Superior
No início - 800,00 - Hoje - 890,00

Lembro que hoje o estado só não paga menos de um salário mínimo porque não pode, a Constituição Federal não permite. E o sacana do cara da cadeira tá se lixando pro povo piauiense, especialmente se for Servidor Público Concursado. Porque pros vagabundos, que são parentes dele e estão mamando (muitas vezes sem nem trabalhar) nos cargos comissionados do estado, ele dá aumento a torto e a direito! Pense Nisso.

Daí você pode perguntar, mas os servidores do Piauí não tem um sindicato!?!? Ter até tem, mas é igual a geladeira na antártida, não serve pra nada, os integrantes são todos vendidos que não se preocupam em lutar por nada além de cargos comissionados para eles próprios.

E o que nós podemos fazer? Ficar coçando o saco é que não é! Chega, deveríamos não ter eleito esse cara! Mas já que a merda tá feita! Vamos tentar limpar o máximo possível! A função do eleitor é fiscalizar o Estado, os governantes e os legisladores, afinal quem paga o salário desses caras somos nós! Sabe porque? são os nossos impostos que bancam a máquina, são esses impostos que pagam o salário dos comissionados que só incham a máquina pública e são cargos de merda que só servem pra apadrinhados mamarem às nossas custas! Todos nós pagamos impostos, TODOS!!! Cada quilo de arroz e feijão que compramos té recheado de impostos, e 17% de tudo que compramos vai pro Estado, TUDO MESMO! Do lápis ao caminhão, é o ICMS!! Então vamos à luta! Vamos fiscalizar o Governo e toda essa corja que tá aí pra frescar com a nossa cara! Porque senão, os idiotas somos nós!

Bom é isso... até a próxima! E no próximo tentarei ser mais otimista! Qualquer dia desses escrevo um conto! Grande abraço a todos!

O lado bom: Minha filha tá mais linda a cada dia!
O lado ruim: Ainda precisa falar...!?

domingo, 16 de janeiro de 2011

Novo ano, novas considerações!

Faz algum tempo desde minha última postagem, mas td bem! :)

Antes de continuar, feliz ano novo a todos!!

Este é um ano que promete, teremos Rock in Rio de volta ao Brasil (algo que nunca deveria ter saído daqui), mudamos o nome e o sexo da presidência do país (se isso vai mudar alguma coisa logo saberemos!) e colocamos mais semi-analfabetos para criar nossas leis! Resumindo, de bom mesmo só o Rock in Rio... mas td bem! Sou brasileiro e não desisto nunca. Somos o único povo que consegue rir da própria desgraça e ainda se dizer feliz, somos, enfim, um povo estranho.

Mas, afirmo agora, a pintura não é tão feia quanto eu pintei. Afinal, apesar do sucesso do verão ser uma coisa disforme movida por um refrão acéfalo, onde um cara que se intitula cantor fica falando "fode, fode, fode..." um sem número de vezes (saiba que podemos medir o grau de instrução de um povo pelo nível de sua cultura popular, especialmente pelas "músicas" que escutam), nem tudo está perdido, até porque o nosso país ainda está cheio de pessoas inteligentes, a prova é: nem todo mundo votou no Tiririca!

Acredito que a miscigenação causada ao longo dos anos, nos tornou o povo mais capacitado no quesito "volta por cima", pois, apesar de certas vezes irritar, o humor excessivo de nossa tão misturada população faz  com que consigamos, por vezes, deixar um pouco os problemas de lado, não que devamos esquecê-los, mas há momentos em que deixá-los apodrecer um pouco fora de nossa mente nos faz tentar encontrar um meio de resolvê-los. Agora, o que não podemos é abandoná-los à própria sorte esperando que um deus mande um Messias para resolver tudo.

Rio de Janeiro, outra tragédia, mais de 500 mortos. Pergunto, a culpa é de quem? Da prefeitura? Do Instituto de metereologia? De deus? Agora respondo, a culpa é nossa, do homem, que vai arrancando a mata, destruindo a natureza e no fim acha que tá tudo uma beleza, pois seus bolsos estão cheios de papel colorido, enquanto nós não cuidarmos de proteger o que ainda resta do meio ambiente, todo ano vai ser a mesmo coisa, ano passado foram uns 200, agora mais de 500, ano que vem serão umas 1000 pessoas, isso sem contar com o tráfico de drogas e armas que vai arrancando vidas a uma velocidade estapafúrdia de guerra mundial, é verdade, o pepino não tá só no Rio não! Ahhhhhh, mas o BOPE arregaçou as mangas e tomou conta do Complexo do Alemão, putaquepariu, os caras são foda mesmo!! Lá é um lugar público mas agora todo mundo pode viver lá, os traficantes vazaram!! Saíram correndo com as calças na mão pra outro morro! Lindo!! Mas lá é o único lugar do país onde existe tráfico de drogas? Certamente que não são nas vielas e favelas do rio é que são produzidas as plantas que geram a matéria bruta das drogas que tanto arrombam o nosso mundo (não sejamos tão pequenos, afinal o abacaxi não é só verde-amarelo).

Mas porque então lá no começo eu falei que devemos, sim, tirar um momento pra parar de pensar nesses problemas? Porque senão fica todo mundo doido!!! E também porque não devemos ficar pensando apenas nos problemas, devemos, na verdade, identificá-los e tentar encontrar um jeito de resolvê-los em definitivo. Tirar corpos de escombros  e ficar chorando e rezando não resolve os riscos dos que ainda estão vivendo lá, mandar PM subir o morro, por causa das olimpíadas e da copa, não impede os bandidos de voltarem ainda mais armados, e enquanto não conseguirmos viver em paz com o meio ambiente, o planeta continuará se destruindo... Temos sim que dar uma parada de vez em quando. Mas na sequência, temos que encontrar as soluções, e aplicá-las de forma definitiva. Pois só assim, teremos um dia a verdadeira paz mundial.

O lado bom: Minha princesinha tá a cada dia mais linda e inteligente.

O lado ruim: Tem 15 dias que não vejo minha princesinha... :(

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Konqueror 4.5 com WebKit (Kubuntu 10.04 - Lucid Lynx)

Olá a todos novamente,

Resolvi fazer nova postagem sobre Linux (faz tempo que não posto nada...) falando de uma novidade!

Esta semana foi lançada a versão 4.5 do KDE SC, como tenho o Kubuntu instalado em meu Mortbook (Um notebook ECS que voltou das cinzas diversas vezes, já queimou 3 HD's, o inverter do vídeo, a bateria, já pegou inúmeras quedas, mas ainda resiste funcionando com um pendrive como HD, só em casa e com monitor externo!! :), resolvi atualizar a versão do KDE, para tanto segui os passos do site do Kubuntu (acrescentando o backport do PPA do KDE) e a instalação prosseguiu sem incovenientes.

Após a instalação, resolvi testar uma das tão faladas novidades do novo KDE, o uso do WebKit como motor de funcionamento do Konqueror, pra ter certeza se, com isso, o Konqueror se tornou realmente utilizável! Até porque com o motor KHTML o Konqueror é muito lento, tanto na exibição quanto no carregamento das páginas.

Eis que me deparei com um problema, depois de muito procurar por uma forma fácil de fazer a mudança (fuçei em todos os menus de cofiguração do Konqueror e do KDE), descobri que o motor WebKit não vem instalado por padrão, mas só hoje consegui encontrar um site em inglês (digitizor.com) que tinha a solução para a instalação do WebKit. E resolvi fazer esta postagem no nosso bom e velho Português Brasileiro para que tenhamos essa facilidade!! :)

Primeiro: Instalemos o pacote kpart-webkit, com o seguinte comando:


sudo apt-get install kpart-webkit
Ou então procurando pelo pacote atraves do KPackageKit:



Após a instalação execute o seguinte comando:

keditfiletype text/html
Esse comando vai abrir a janela abaixo, e basta abrir a guia Embutir, selecionar WebKit e movê-lo para o topo clicando no botão Mover para Cima.


Agora, abra o seu Konqueror e ele ja vai estar sendo executado como WebKit. Mas se o computador travar (comigo aconteceu, mas é o Mort!! Tenho que dar um desconto pois o bichinho é velho e cansado!), apenas reinicie, mas se quiser evitar um possível travamento, antes de abrir o Konqueror reinicie a sessão!

Pronto, na postagem em inglês o autor disse que o Konqueror ficou até 8 vezes mais rápido com o WebKit, eu não fiz nenhum teste e não posso afirmar isso, mas que ficou mais rápido e mais suave, tanto na exibição quanto na abertura dos sites, isso ficou! Ficou incomparavelmente melhor! Tanto que estou fazendo esta postagem através dele! Bom, é isso!! Grande abraço a todos!

O Lado Bom: Esse ano foi o meu primeiro Dia dos Pais como pai de verdade, ano passado minha princesa ainda não tinha nascido! :D

O Lado Ruim: Os dentinhos de minha filhinha tão nascendo... como a coitada tá sofrendo... 


sábado, 12 de junho de 2010

Ubuntu para Todos!!

Olá novamente, eu estava pesquisando uma tabela em .ods para acompanhar os resultados da Copa do Mundo (o pessoal do BrOffice fez uma, que tá excelente, e em formato aberto .ods!!Pra pegar clique aqui!) e acabei topando com uma coisa muito legal :)
Uma reportagem do Jornal Nacional falando do significado da palavra Ubuntu! Bom, nós que utilizamos linux conhecemos muito bem essa palavra, afinal ela foi a palavra escolhida para nomear a distribuição linux mais utilizada no planeta em Desktops e atualmente a distribuição que estou usando! Xiii, falei grego?! Seguinte:

Direto da Wikipédia:

Ubuntu é um sistema operacional (português brasileiro) ou sistema operativo (português europeu) de código aberto construído em volta do núcleo GNU/Linux baseado no Debian, sendo o sistema operativo de código aberto mais popular do mundo. É patrocinado pela Canonical Ltd (dirigida por Jane Silber).

O Ubuntu diferencia-se do Debian por ser lançado semestralmente, por disponibilizar suporte técnico nos dezoito meses seguintes ao lançamento de cada versão (em inglês) e pela filosofia em torno de sua concepção.

A proposta do Ubuntu é oferecer um sistema operativo que qualquer pessoa possa utilizar sem dificuldades, independentemente de nacionalidade, nível de conhecimento ou limitações físicas. O sistema deve ser constituído totalmente de software gratuito e livre, além de isenta de qualquer taxa. Actualmente uma organização cuida para que cópias sejam remetidas em CDs para todo o mundo sem custos.

A Comunidade Ubuntu ajuda-se mutuamente, não havendo distinção de novatos ou veteranos; a informação deve ser compartilhada para que se possa ajudar quem quer que seja, independentemente do nível de dificuldade. Os fãs do Ubuntu são conhecidos como ubuntistas, ubunteiros ou ubunteros.

O sistema operativo Ubuntu está em primeiro lugar no Distrowatch [1], página especializada em catalogar o desempenho e uso dos muitos sistemas operativos com núcleo Linux.

Bom agora que vc sabe o que é o Ubuntu linux vamos ao significado da palavra Ubuntu, também na wikipédia:

Ubuntu é uma ética ou ideologia de África (de toda a África, em particular a palavra é de origem Bantu. É uma filosofia Africana que existe em vários países de África) que foca nas alianças e relacionamento das pessoas umas com as outras. A palavra vem das línguas dos povos Banto; na África do Sul nas línguas Zulu e Xhosa. Ubuntu é tido como um conceito tradicional africano.

Uma tentativa de tradução para a Língua Portuguesa poderia ser "humanidade para com os outros". Uma outra tradução poderia ser "a crença no compartilhamento que conecta toda a humanidade". [1]

Uma tentativa de definição mais longa foi feita pelo Arcebispo Desmond Tutu:

Uma pessoa com ubuntu está aberta e disponível aos outros, não-preocupada em julgar os outros como bons ou maus, e tem consciência de que faz parte de algo maior e que é tão diminuída quanto seus semelhantes que são diminuídos ou humilhados, torturados ou oprimidos.[1]

E foi esse segundo significado apresentado na reportagem do Jornal Nacional, que é algo da essência do próprio mundo do software livre! E que é algo que todos deveríamos utilizar para guiar nossas vidas! :)

E como essa reportagem ficou maravilhosamente bem feita, por ter, na minha humilde opinião, conseguido apresentar a essência do significado de Ubuntu ou do Ubuntu creio que era quase uma obrigação minha colocá-la em meu blog!

Portanto, Ubuntu para todos!




Lado bom: Alguma coisa me diz que vou passar num concurso decente antes do próximo ano!!
Lado ruim: Minha filhinha viajou.... ô saudade!

domingo, 6 de junho de 2010

Ser headbanger!

Bom, faz tempo que venho adiando esta postagem, primeiro porque eu gostaria de estar inspirado (e tomara que eu esteja mesmo... :þ), segundo porque agora tenho um pouco de tempo sobrando! Então vamos lá!

Muitas vezes as pessoas me perguntam porque eu gosto de Rock/Metal (geralmente definem como: "essa coisa zuadenta que tu tem coragem de chamar de música"), e eu sempre respondo não sei, só sei que gosto! Simples assim, porque essa é a verdade, não posso dizer que gosto porque meu pai gostava, porque ele nunca gostou (muito embora sempre parasse pra ouvir o que eu estava ouvindo e dissesse o que ele achava que era bom ou ruim) e meu pai só tocava campainha... mas ele gostava muito de música, assim como minha mãe também gosta muito, só que meu pai preferia música à televisão e minha mãe o contrário, e com eles eu aprendi a não ouvir apenas um estilo musical, e nem a me prender apenas à uma banda. Afinal, o Metal e o Rock são estilos musicais derivados de outros, mas isso não vem ao caso...

Meu pai gostava muito de música clássica, especialmente ópera, e dele adquiri esse gosto, mas ele também ouvia muito os cantores de quando ele era jovem (o que hoje chamamos bobamente de brega!) como Altemar Dutra e Trio Irakitan, e minha mãe vai mais do humor, tem dia que ela escuta forró, noutros bossa nova e por vezes jovem guarda, principalmente o Roberto Carlos e Trepidants, além de Elis Regina, e com minha mãe aprendi a gostar de Elis Regina e de The Beatles, não que ela goste dos Beatles, mas as bandas da Jovem Guarda que ela ouve tocam só as músicas dos Beatles e como num gosto de cópia, pra mim os Beatles são melhores.

Então.... com meus pais aprendi a gostar de músicas diferentes, mas o mais forte pra mim foi a música clássica e os Beatles, e daí vieram o pop rock dos anos 80, Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, A-ha, The Cure (que mais tarde descobri gótico!), e as músicas dos anos 90 que mais me influenciaram, Mamonas Assassinas, Raimundos e Nirvana. Os Mamonas me impressionaram muito por conseguir fazer piada de tudo e por misturarem estilos tão diferentes como Metal e Pagode e fazer soar maravilhosamente bem. Os Raimundos pelo jeito nonsense de algumas músicas mescladas com críticas quase subliminares e um som muito porrada. O Nirvana pelo som, somente pelo som, até porque eu num sabia patavina de inglês e achava o máximo aqueles gritos e melancolia tão perfeitamente mesclados a riffs simples e tão poucos acordes, como se me dissessem "Porra tu consegue tocar isso também! Quer ver tenta!".

Com o tempo descobri outros estilos, começando pelo Rhapsody, hoje Rhapsody of Fire, que acrescia às guitarras o som de uma orquestra, e isso me trouxe pro heavy metal, depois veio o Black Sabbath, Metallica, Megadeth, Iron Maiden, Sepultura, Slayer, Cannibal Corpse, Krisiun e etc, etc, etc. E acabei aprendendo um pouco de inglês pra conseguir entender o que eles diziam.

E no fim percebi uma coisa. Metal é algo que está no sangue, que a gente nasce pra gostar, nesses 15 anos de Rock/Metal vi muita gente que ouvia Metal o tempo todo (como eu) chegar um dia e dizer "Sabe, num escuto mais essas coisas não... Foi só uma fase...", nessas horas eu penso que quem faz isso nunca gostou na verdade, foi apenas vítima de uma influência, porque quem gosta de Rock ou de Metal, ou dos dois como é o meu caso, pode parar de ir pra shows, pode cortar o cabelo, esconder as tatuagens, fazer a barba todos os dias mas mesmo assim, quando relaxar vai curtir o seu som, vai ouvir o seu Metalzinho pra poder pensar melhor, vai sentir pra sempre o frio na espinha só de lembrar daquele super show que marcou sua vida, daquele solo de guitarra que te faz esquecer que o mundo existe. E isso ninguém ensina... isso é algo que está no sangue! Que ninguém nunca vai conseguir tirar de você!

Com isso eu aprendi também que, mesmo em outros estilos, existem pessoas que se dedicaram à música como poucos, que se dedicaram à vida de uma maneira ímpar e deixaram uma marca extremamente profunda na vida de muitos, como o Nelson Gonçalves, que antes de morrer gravou um disco perfeito tocando, do jeito dele, músicas de grandes nomes do Rock Nacional. E com isso ganhou a mim como fã! Porque nunca imaginei que ele ouvisse bandas que eu ouço. E isso me impressionou muito. Por provar que o Rock está acima das diferenças!

Hoje eu escuto bandas da china, japão, rússia, itália, argentina, irlanda, méxico, chile, o escambau! E todos tem uma coisa em comum: São Headbangers! Todos amam o que fazem porque os fazem sentir-se vivos, como eu me sinto quando canto e toco, seja sozinho em casa, seja pra minha filhinha ouvir, seja pra uma multidão (essa parte eu morro de saudade, mais de 2 anos sem subir num palco....). E essa é a diferença entre nós e todo o resto.

O cara num vai pro show de Metal pra "pegar mulher" ele vai pra curtir o som, pra ver a banda, pular do palco e se sentir vivo! E hoje eu sei isso... e só queria que outros também soubessem! :)

O lado bom: Minha filhinha tá a cada dia mais linda!
O lado ruim: Os dentes da minha princesa tão nascendo e a coitada tá sofrendo uma barbaridade...

quarta-feira, 10 de março de 2010

Tutorial de instalação do BrOffice 3.2 no Ubuntu 9.10

Seguindo esse pequeno tutorial, você conseguirá instalar facilmente o BrOffice 3.2 no seu computador com Ubuntu 9.10.

1. Faça download do arquivo para Debian/Ubuntu no site do BrOffice.
2. Depois, através do terminal, acesse a pasta do download, e descompacte o arquivo com o comando:

tar xzvf BrOOo_3.2.0_LinuxIntel_install_pt-BR_deb.tar.gz

3. Agora faça a remoção do OpenOffice instalado, também pela linha de comando no terminal:

sudo apt-get remove openoffice*.*


4. Agora acesse, dentro da pasta criada no descompactamento, a pasta DEBS:

cd OOO320_m12_native_packed-1_pt-BR.9483/DEBS/

5. Proceda a instalação de todos os pacotes .deb ao mesmo tempo:

sudo dpkg -i *deb

6. Após a instalação dos pacotes, caso você confira, os atalhos para os programas não estarão disponíveis no menu, isso é fácil de resolver. Dentro da pasta DEBS, há uma outra pasta, desktop-integration, acesse-a:

cd desktop-integration/

7. Agora basta instalar o pacote .deb dessa pasta:

sudo dpkg -i *deb

Pronto, agora você pode acessar tranquilamente o writer, calc, base, draw, impress e math através do menu 'Escritório' do seu Ubuntu, sem dificuldades, sem dor de cabeça, feliz, feliz!!! hehe

Resolvi fazer esse tutorial seguindo algumas dicas que encontrei em alguns sites, (forum do Ubuntu, Peopleware e Ubuntu Geek) eu percebi que eles, ou esqueciam alguma parte, ou estavam em uma ordem, digamos, perigosa... Essa foi a fórmula que segui, e ficou tudo funcionando perfeitamente. Fiz também a postagem dessa dica no fórum do Ubuntu

Grande abraço a todos!

sábado, 31 de outubro de 2009

Lubuntu, cadê você!?!?!?

Bom, outro post sobre o mundo linux.

Há alguns meses, li no Guia do Hardware que a Canonical (Mark Shuttleworth) havia convidado o criador do projeto LXDE para, juntos, criarem uma versão oficial (não sei porque deixaram o U-lite de fora dessa...) do Ubuntu com LXDE, o LUBUNTU, e foi feita toda uma propaganda por sites especializados, bom, como eu tenho um super computador de última geração (a ultima geração de 2000...) pra fazer testes com distros leves, achei que fosse conseguir testar uma versão final do sitema já agora, com o Karmic Koala, mas não foi bem assim...

Acredito que a migração do Debian para o Ubuntu, além dos softwares a fazer parte deste projeto estão dando muito trabalho, ou então apenas resolveram lança-lo oficialmente na versão LTS. E na minha humilde opinião, depois de pensar melhor, será mais agradável ter uma versão mais leve com suporte por mais tempo, e dessa forma os bugs estarão em uma quantidade bem menor, ou talvez nem haja mais bugs, já que uma primeira verão Alpha saiu agora, e é um Alpha 14, o que leva a supor que a Canonical pretende mesmo ter um projeto bem estruturado e sem problemas. Então melhor aguardar um pouco mais.... :)

Enquanto isso, na sala de justiça, a gigante do mundo linux, Canonical, faz o seu corriqueiro e tão aguardado lançamento simultâneo da distribuição mais usada nos Desktops ao redor do mundo e de seus filhos mais ilustres (Ubuntu, Ubuntu Studio, Kubuntu, Xubuntu, Mythbuntu e o renascido das cinzas Edubuntu), todos na versão 9.10, codinome Karmic Koala.

Infelizmente não tenho espaço no HD (por enquanto, em breve farei um upgrade necessário em meu desktop!) para testar todas as versões, entretanto venho utilizando o Ubuntu desde o ano passado como meu sistema principal, e não me arrependo, pois ultimamente (desde janeiro quando comecei a usar o Jaunty) o sistema tem ficado extremamente leve, ainda mais funcional e estável. Só tenho problemas com um hardware complicado no notebook de minha esposa, um STI 1462, em relação ao vídeo que sempre dá pau, nada que uma mexida no xorg não resolva, mas eu não sei se vai funcionar agora, vou testar daqui a pouco e depois eu posto o resultado.

Mas creio que as outras versões devem ter herdado um pouco da estabilidade dessa nova versão do Ubuntu, com exceção talvez do Kubuntu, pois a versão estável do KDE, a 4.3, ainda é muito instável e cheia de problemas, já melhorou muito, mas ainda não chega aos pés da versão 3.5, infelizmente.

Bom é isso, linux users, façam download testem e diga o que achou, dúvidas?? Poste! No que puder eu ajudo!! Onde eu não puder ajudar, Ubuntu Forum! Não tem banda larga?! Putz... eu sei como é ruim! Mas sempre há uma solução!! E a canonical disponibiliza CDs originais do Ubuntu e Kubuntu (ambos, tanto gratuitamente através após um rápido cadastro no site, eles demoram um pouco pra chegar (de 2 a 8 semanas) mas chegam, bem embalados e "totalmente de grátis".

Para download ou mesmo pedido de CD acesse os sites abaixo:
- Ubuntu
- Kubuntu
- Xubuntu
- Ubuntu Studio
- Mythbuntu
- Edubuntu

Não se engane com os sites em inglês, basta selecionar a Português (Brasil) na inicialização, e rodar o live cd ou instalar no seu computador, caso não tenha como gravar em cd ou dvd instale em um pendrive, caso use Ubuntu basta usar a opção: Sistema > Administração > Criar disco USB inicializavel, caso use alguma outra distribuição ou então o Janelas (Ruindous, la plaga!) use o Unetbootin para criar um pendrive inicializável, muito simples e rápido. Bem, é isso! Abraço a todos.

O lado bom: Minha filhinha tá linda e só crescendo!!! E também arrumei um Mortbook (um notebook ruim das pernas mas que ainda funciona, doação de minha mãe! :D
O lado ruim: Ô calor dos infernos.... dá 36 graus à noite aki em Teresina.... :(

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Medieville - Discografia

Bom hoje eu resolvi puxar meu saco. :)

Seguinte, faço parte de uma banda (que por enquanto tá de licença...) e como várias pessoas perguntam a respeito dos discos, e já não há mais nenhuma no estoque, achei que seria uma boa ideia (N.E.: lembre-se das novas regras de gramática!!! 'Ideia' não tem mais acento!) colocá-los na internet para download! Afinal, a intenção é divulgar ao máximo, e quem sabe num futuro próximo retornar aos ensaios e shows, mas por enquanto baixem, ouçam e compartilhem com os amigos!


Banda: Medieville
Origem: Teresina - Piauí - Brasil
Estilo: Metal (um pouco de thrash, outro bocadinho de death, uma pitada de dark e uma ou outra viagem...)
Formação: Stephen Lemos (vocais), Vadison Oliveira (Baixo), Eduardo Rocha (Guitarra), Renato Brandim (Guitarra), Ivan 'Svandzah' Martins (Bateria)
Estado Atual: Criogenia temporária.

Link dos discos:
Medievill (2003)
Insanity Echoes (2004)

O lado bom: Minha filhinha já nasceu, linda e com saúde!!
O lado ruim: E tem lado ruim nisso!?!??!